Guia Profissional para criar vitrines deslumbrantes e que aumentam o tráfego na loja

Se você é um varejista de uma pequena empresa ou planeja montar a sua primeira loja, sua vitrine é uma das armas mais poderosas em seu arsenal de ferramentas para se destacar da concorrência e atrair o tráfego de pedestres.

Não é só você que concorre cabeça a cabeça com outras pequenas empresas: os varejistas grandes e as grandes cadeias de lojas também.

Felizmente para você, a maioria das pequenas empresas não investem ou dão pouca ou nenhuma atenção para a criação de vitrines eficazes devido à limitação de recursos, enquanto todos os grandes varejistas estão muito ocupados sendo muito uniformes e chatos para qualquer um que realmente olhe duas vezes para as suas vitrines.

Isso significa que esta é a sua chance de usar as vitrines como forma de não só destacar a personalidade única da sua loja mas de literalmente virar a cabeça de quem passa na rua e engajá-los o suficiente para parar, olhar para trás e entrar na sua loja.

Comece certo

Ok, mas talvez você esteja pensando: “Eu não sou um designer “, ou ” Eu não tenho um osso criativo no meu corpo”, e todas aquelas outras desculpas que somos ensinados a fazer quando, a qualquer momento, somos confrontados com algo que nos obriga a tocar nosso lado artístico. Este post vai faze você colocar todos os medos de lado , especialmente se você não tem o orçamento para contratar um visual merchandiser profissional, e se você arregaçar a manga vai logo,logo dominar a arte de criar vitrines inesquecíveis para a sua loja. Vamos começar.

foto1

Monte a sua Caixa de Ferramentas de Vitrine

Antes de começar a descobrir que escora usar com qual produto ou como fazer uma colagem sobre a história da camisa de colarinho que você está vendendo, vamos começar por ter certeza que nós temos as ferramentas necessárias para dar início ao trabalho. Em outras palavras, você não quer chegar no meio do processo apenas para perceber que não tem uma fita métrica para, em seguida, interromper o trabalho e ficar indo e voltando em busca de diferentes materiais . Então, aqui estão todos os componentes básicos que você precisa para começar:

– Fita Métrica
– Tesoura
– Grampeador
– Fita Dupla Face
– Martelo e pregos
– Faca
– Cola Quente (Pistola e Cola)
– Chave de fenda e parafusos
– Caneta, lápis , marcador e bloco de notas

Comece com uma história baseada em um tema

Quando se trata de conceituar uma vitrine , é sempre útil começar com uma caneta e papel. A razão pela qual eu digo que é importante começar com uma história baseada em um tema , contra um tema por si só, é que você pode ficar louco querendo montar todos os seus produtos em tons de laranja e preto quando é o dia das bruxas, todos os seus produtos de vermelho e verde quando é férias, ou todos os seus produtos vermelhos e rosa quando é dia dos namorados e assim por diante, semelhante a uma galinha com a cabeça cortada. O que você deve fazer é começar com um tema, mas usar o seu talento de contar histórias para transformá-lo em algo mais sofisticado .

Por exemplo :

– Em vez de “Natal”, pense ” Nut Cracker “
– Em vez de “Halloween”, pense “Vampiros”
– Em vez de “Valentine” , pense ” Malícia de Cupido”
– Ao invés de “Dia das Mães”, ” pense em “Bebês vestidos de bichinhos”

foto2

Criar um ponto focal

Uma vez que você tem um esboço, uma história baseada em um tema, você vai querer ter um momento para sair para a rua e realmente dar uma boa olhada na sua vitrine. Ao fazer isso, você vai ser capaz de determinar onde fica o nível do olho do seu cliente, onde fica a linha central e se você pode incorporar elementos como itens suspensos a partir do teto e assim por diante. Sinta-se livre para tomar algumas medidas e marcar algumas dessas áreas mencionadas pelo lado de fora da vitrine.

De lá você tem uma boa idéia do que esse ponto central ou focal deve ser, como e para onde você quer que seus clientes potenciais olhem e quão grande deve ser o seu elemento central, de modo que mesmo do outro lado da rua , você ainda tem a chance de pegar a atenção dos clientes . Também comece a pensar sobre o arranjo dos produtos a partir do seu ponto focal: será que eles consistem em linhas retas ou curvas?Eles serão uma pirâmide ou de forma circular, e assim por diante.

foto3

Seja corajoso em todos os sentidos

Vamos ser honestos, a atenção das pessoas está diminuindo para cerca de menos de um milésimo de segundo com tantos apelos sensoriais disponíveis nos dias de hoje. Você pode apostar que a maioria das pessoas que passam por sua loja ou estará mexendo no celular, em uma conversa com um amigo, enviando mensagens de texto, olhando o seu Facebook ou andando com o seu cão. Isso significa que você tem que usar todos os recursos para se certificar que o cliente irá olhar para a sua vitrine e, se você tiver sorte, dele ser tão surpreendido que queira tirar fotos da vitrine com o seu smartphone e compartilhá-las com o mundo.

Então, no que ousar ? Seja ousado com cores, formas e adereços. Ou seja, você deve considerar cores diferentes, impactantes, sem deixar de exercer o seu melhor julgamento e manter tudo consistente com a sua marca e produtos, é claro. Pense sobre o corte de placas de espuma, criando papier- maches ou qualquer outra coisa que você acha que seria apropriado para a sua marca e loja.

foto4

Mantenha a Simplicidade

Também é muito fácil de se empolgar e tentar encher cada uma das suas linhas de produtos para a exibição, pensando que, de alguma forma, tudo vem junto. No entanto, em vez de chamar a atenção para a sua vitrine, é mais provável você conseguir repelir e sobrecarregar o tráfego potencial que anda à pé pela rua do que induzi-lo para dentro da sua loja. Não tente fazer demais ou você simplesmente vai acabar com uma exibição poluída, sem foco .

Tenha sempre em mente o seu objetivo, que é, em última instância, chamar a atenção para os seus produtos e ajudar os clientes a reconhecer rapidamente o sentido em seu arranjo de produto e por que determinados produtos são agrupados com os outros.

foto5

Equilíbrio é a chave

Quando você está criando uma vitrine vai ter objetos grandes e pequenos objetos, cores escuras e cores claras, luzes e sombras, e assim por diante. É importante equilibrar os diferentes elementos que você estará implantando a fim de criar uma estética agradável para os olhos.

Por exemplo, normalmente você vai querer colocar itens maiores, mais escuros, na parte inferior da vitrine, com itens que são mais leves e mais coloridas no topo. Isso irá ajudá-lo a evitar que o seu espaço fique muito pesado na parte superior. Da mesma forma, se você colocar todos os grandes itens de um lado e todos os pequenos do lado, você terá uma vitrine desequilibrada. Imagine que você está montando uma balança, o que implica em fazer coisas como equilibrar um grande item de um lado com os lotes de itens menores do outro.

Confie em seu julgamento e tenha uma noção de qual emoção a sua vitrine está evocando. Com uma exibição equilibrada, você está mais propenso a criar sentimentos de felicidade, excitação e prazer, enquanto uma vitrine desequilibrada pode ser sinal de ansiedade ou instabilidade, ainda que em um nível subconsciente, isso realmente não importa.

foto6

Preste atenção na iluminação

Quando se trata de pequenos varejistas que querem criar vitrines eficazes, a iluminação pode às vezes ser um pós-pensamento ou algo para se pensar, se você tem o orçamento para “custos extras “. No entanto, a iluminação pode ser um componente crucial na obtenção da atenção das pessoas.

Não apenas você pode acender uma determinada luz e lançar o ambiente nas sombras para forçar as pessoas a prestar atenção ao item iluminado de uma forma mais dramática, mas pode também direcionar o olhar para um ponto focal, dirigindo os espectadores para onde quiser .

Não é recomendado usar em vitrines luzes provenientes diretamente do topo, que produzem sombras pouco atraentes. Considere ter luzes suaves dos lados e na frente da vitrine. Isto irá destacar a qualidade 3D ​​da vitrine.

foto7

Olhar Final

Assim que tiver todas as peças onde quiser, não se esqueça de dar uma olhada em sua vitrine de todos os ângulos possíveis. Muito raramente uma pessoa vai apenas observar uma vitrine quando estiver em pé na frente dela . Caminhe até ela a partir de diferentes direções e verifique coisas como o seu ponto focal, quão visível ficou a sua sinalização e confira se tudo parece equilibrado.

Se você estiver satisfeito e feliz com os resultados, parabéns, você tem uma bela de uma vitrine. Se não, não seja demasiado duro consigo mesmo e descubra o que se sente do lado de fora e como você pode melhorar da próxima vez. Isso porque, mesmo que você tenha a exibição mais espetacular do mundo, eventualmente as pessoas vão se cansar em pouco tempo. O que significa que você terá que mudar de vez em quando alguns elementos para manter as coisas frescas, o que é perfeito para conseguir a prática necessária para criar essas vitrines, o que é sempre importante, pois elas irão levar as pessoas na porta da sua loja, aumentar as vendas e fazer as pessoas se apaixonarem pela sua marca.

Fonte: Vitrine Mania | www.vitrinemania.com.br
Postado por: Xênia Decorações | www.xeniadecoracoes.com.br